Pesquise, o Rex ajuda você!

Rex
Navegue pelas letras: A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z


Significado da palavra E

Sílaba: e2

Definição

(é) sm Quinta letra e segunda vogal do alfabeto português. Tem quatro sons: 1) agudo ou aberto (fé); 2) grave ou fechado (dedo); 3) breve ou mudo (idade); 4) nasal, quando seguido de m ou n (bem, sentar). Usa-se a vogal e para reforçar a consoante final de vocábulos estrangeiros aportuguesados, quando seja letra pela qual não se termina palavra portuguesa: clube, bonde, filme, lorde etc. Funciona como subjuntiva na composição de ditongos nasais: ãe, õe: mãe, limões, põe, dispões etc. Entra como vogal básica na constituição dos ditongos ei, éi, eu, éu: rei, réis, meu, teu, seu, céu, chapéu. Pl: es ou ee. num Indica o quinto número em uma série.

conj (lat et)
1 Conjunção aditiva, que se usa para unir duas palavras, frases ou orações.
2 Conjunção adversativa, quando liga idéias que não se coadunam e equivale a mas, contudo: Difamou o outro e bancou o ofendido. Fez mal e queixa-se.
3 Exprime a diferença entre pessoas ou coisas do mesmo nome: Não se esqueça de que há livros e livros, autores e autores.
4 Serve para dar mais peso ou realce a uma expressão: E o vento levou.
5 No início da oração, serve de partícula interrogativa para refutar e replicar: E nós ficamos a ver navios?
6 Aparece no começo de frases de estilo bíblico, sem ligação imediata com a antecedente. (Nas modernas traduções da Bíblia, bem como nas revisões de traduções antigas, não se observa esse uso da conjunção.)

pref (lat e) Exprime aumento, início de ação ou movimento etc.

elem comp (lat e) Exprime privação, negação: ebracteado, ecalcarado.

num Inform Hexadecimal equivalente ao número decimal 14.

Definição Espanhol

sm quinta letra del alfabeto portugués. conj y.

Definição Francês

conj et. sm la cinquième lettre de l’alphabet de la langue portugaise, le nom de la lettre E.

Definição Italiano

conj e, ed. Veja nota em e (italiano).

Proverbio

  • A amar e a rezar ninguém se pode obrigar.

  • A César o que é de César, a Deus o que é de Deus.

  • A concha é que sabe o calor da panela.

  • A fama longe soa. E mais depressa a má que a boa.

  • A fé é a força da vida.

  • A galinha da vizinha é sempre melhor que a minha.

  • A ganhar se perde e a perder se ganha

  • A má erva depressa nasce e tarde envelhece.

  • A melhor espiga é para o pior porco.

  • A noite é boa conselheira.

  • A palavra é prata, o silêncio é ouro.

  • A pior roda é a que mais chia.

  • A prática é a base da perfeição.

  • A pressa é inimiga da perfeição.

  • A primeira pancada é que mata a cobra.

  • A porta da rua é a serventia da casa.

  • À terceira é de vez.

  • Água e conselho só se dão a quem pede.

  • Ama e faz o que quiseres.

  • Amor é a gente querendo achar o que é da gente.

  • Amor e dinheiro não querem parceiro.

  • Amor é sede depois de se ter bebido.

  • Amores de freira, flores de amendoeira, cedo vêm e pouco duram.

  • Ao menino e aos borracho põe sempre Deus a mão por baixo.

  • Aquilo que sabe bem, ou faz mal ou é pecado

  • Azeite, vinho e amigo: melhor o antigo.

  • Batendo ferro é que se fica ferreiro.

  • Bom é saber calar até ser tempo de falar.

  • Briga o mar com a praia, quem paga é o caranguejo.

  • Caiu na rede é peixe.

  • Caiu no saco é gato.

  • Caminho começado é meio andado.

  • Casa onde não há pão, todos brigam e ninguém tem razão.

  • Casa-te e verás: perdes o sono e mal dormirás.

  • Casarás, amansarás e te arrependerás.

  • Comer e coçar, é só começar.

  • Comer para viver, e não viver para comer.

  • Confiança não se dá e não se toma emprestado, conquista-se.

  • Cria fama e deita-te na cama.

  • De graça só relógio trabalha, e assim mesmo quer corda.

  • De janeiro a janeiro o dinheiro é do banqueiro.

  • De médico, poeta e louco, todo mundo tem um pouco.

  • De pequenino é que se torce o pepino.

  • Deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer.

  • Descascar batatas é fácil, difícil é colocar a casca em seu devido lugar novamente.

  • Desgraça pouca é bobagem.

  • Deus dá nozes a quem não tem dentes e dá dentes a quem não tem nozes.

  • Devagar com o andor, que o santo é de barro.

  • Dinheiro na mão é vendaval.

  • Do homem é o errar, da besta, o teimar.

  • Dois é bom, três é demais.

  • Em briga de marido e mulher não se mete a colher.

  • Em pé de pobre é que o sapato aperta.

  • Em tempo de guerra, mentira é como terra.

  • Em tempo de guerra, qualquer buraco é trincheira.

  • Em terra de cego, quem tem um olho é rei.

  • Em traseira de mula e dianteira de frade ninguém se fie.

  • Enquanto o pau vai e vem folgam as costas.

  • Entre a pedra e o mar, quem se ferra é o mourisco.

  • Entre o dizer e o fazer há um longo caminho a percorrer

  • Errar é humano.Persistir no erro é burrice.

  • Erudito sem obra é nuvem sem chuva.

  • Fia-te na Virgem e não corras.

  • Fia-te no diabo e morre virgem

  • Faboloso é o teu folhoso

  • Falar é fácil, fazer é que é difícil.

  • Falar sem pensar é atirar sem apontar.

  • Fé em Deus e pé na tábua.

  • Feio é roubar e não poder carregar.

  • Freiras e frieiras, é coçá-las e deixá-las. feio e feia se amam

  • Galinha que canta é que é a dona dos ovos.

  • Generoso como ninguém é aquele que nada tem.

  • Guarda te do homem que não fala e do cão que não ladra.

  • Homem sem dinheiro é um violão sem cordas.

  • Hora de trabalhar pernas pro ar que ninguem é de ferro.

  • Laranja: de manha ouro, à tarde é prata, de noite mata.

  • Madruga e verás, trabalha e terás

  • Mais fácil é o burro perguntar do que o sábio responder.

  • Malandro é o gato, que já nasce de bigode.

  • Malandro é o gato, que só come gata.

  • Manda e faz servido serás

  • Muitos entram lambendo e saem mordendo.

  • Não é com palha que se apaga o fogo.

  • Não é o mel para a boca do asno.

  • Não é o sol que faz a sombra.

  • Nem sempre o diabo é tão feio quanto o pintam.

  • Nem tudo que reluz é ouro.

  • Ninguém toca flauta e chupa cana ao mesmo tempo.

  • No fim é que se cantam as glórias.

  • No frigir dos ovos é que se vê a manteiga.

  • No dia de S. Martinho (11/11) vai à adega e prova o vinho.

  • No dia de S. Martinho (11/11), mata o teu porco e prova o teu vinho.

  • No dia de S. Martinho (11/11): lume, castanhas e vinho.

  • O boi é que sofre, o carro é que geme.

  • O homem propõe e Deus dispõe.

  • O medo é mau companheiro.

  • O mundo é dos espertos.

  • O prometido é devido.

  • O que é do homem o bicho não come.

  • Os cães ladram e a caravana passa.

  • Para quem está se afogando, jacaré é tronco.

  • Para quem está perdido, qualquer mato é caminho.

  • Para quem não tem nada metade é o dobro.

  • Parecer sem ser é fiar sem tecer.

  • Pelo S. Martinho (11/11) todo o mosto é bom vinho.

  • Pimenta nos olhos dos outros é refresco.

  • Pior cego é o que não quer ver.

  • Pobreza não é vileza.

  • Presunção e água benta, cada um toma a que quer.

  • Quando a abadessa é careca, as freiras são pouco encabeladas.

  • Quando a esmola é demais, o santo desconfia.

  • Quando a esmola é muita, o pobre desconfia.

  • Quando a cabeça não tem juízo, o corpo é que paga.

  • Quando o mal é da nação, nem a poder de sabão.

  • Quanto mais alto, maior é a queda.

  • Quem sai na chuva é para se molhar.

  • Quem dá o que tem a mais não é obrigado.

  • Quem daqui não é e aqui não mora, tolo é se não se vai embora.

  • Quem é bom já nasce feito.

  • Quem é vivo sempre aparece.

  • Quem furta pouco é ladrão, que furta muito é barão.

  • Quem ovelhas cria, tolo é se não as tosquia.

  • Quem parte e reparte e não fica com a melhor parte, ou é burro ou não tem arte.

  • Quem perde a honra pelo negócio, perde a honra e o negócio.

  • Quem procura acha e não perde o tempo.

  • Querer é poder.

  • Rapadura é doce mas não é mole não.

  • Ri-se o roto do esfarrapado e o sujo do mal lavado.

  • Rico pega o carro e sai; pobre sai e o carro pega.

  • Rico quando corre é atleta; pobre quando corre é ladrão.

  • Se o Inverno não erra caminho, têmo-lo pelo S. Martinho. Ser crente nao è acreditar nas palavras da biblia mas sim no seu hortonimo divino.

  • Tamanho não é documento.

  • Tão ladrão é o que vai à horta como o que fica à porta.

  • Tempo é dinheiro.

  • Tudo é bom quando termina bem.

  • Tudo que é demais enjoa.

  • Um dia é da caça, outro do caçador.

  • Um tostão economizado é um tostão ganho.

  • Urubu quando está infeliz cai de costas e quebra o nariz.

  • Vale mais prevenir que remediar, mas é melhor remediar

  • Vingar é lamber frio o que outro cozinhou quente demais.




© Dicionário Rex - Todos os direitos reservados - 2017